Infoxication: Estamos consumindo muita informação?

Mensagem de voz, e-mails, artigos, notícias, cursos, palestras, revistas e 24 horas por dia de informação vinda por todos os lados. Estímulos visuais, auditivos e sensoriais, que desviam nossa atenção a cada minuto.
Será que estamos consumindo informação demais?
Todo esse volume de informação criou o Information Fatigue Syndrome, descrito por David Lewis como uma nova doença do século XXI. Apesar de descrita como uma síndrome que afeta pessoas, podemos ver este reflexo dentro das organizações. Dados sociais, dados de vendas, balanços de custos, perfis de consumidores mudando a toda hora e uma nova métrica surgindo a cada dia. Muitos gestores estão perdidos com tantos dados flutuando em volta de si, o que faz a tomada de decisão ficar confusa e difícil de ser tomada. Esse é o Infoxication das empresas!
A boa notícia, é que existe um caminho, chamado ciência de dados. O que fazemos quando transformamos dados em informação, é justamente preparar, limpar, misturar, traduzir e codificar todo esse mar de dados para que as empresas consumam apenas a informação final, decupada e filtrada. É claro que nem todas as empresas conseguem alocar um cientista de dados internamente, então se este é o seu caso, aqui vão algumas dicas:
1- Organize e identifique os seus pontos de coleta de dados
Faça uma lista simples com cada ponto de geração de dados, listando qual o responsável pela manutenção dessa fonte. Alguns exemplos são: redes sociais, CRM, pontos de venda físicos, acessos ao seu software e por aí vai.
2- Tenha clareza sobre as métricas que são importantes para a sua empresa
Sente com o time de gestores e discuta quais são as principais métricas para o seu negócio. Pense quais informações são importantes ter no seu radar, e trabalhe para organizá-las. Alguns exemplos de métricas são: Número de novos clientes, Faturamento por período, Custo de Aquisição de Cliente, Lifetime Value, Ciclo de vendas, Taxa de Churn e etc.
3- Concentre seus estudos
Uma dica super válida é concentrar os estudos por tema a cada período. Desta forma, você consegue fazer um link maior entre os conteúdos que está vendo, fazendo-os ter mais sentido. É claro que, na teoria isso funciona muito bem e que na prática não tem como “dizer não” para os conteúdos, porém a ideia de estudar por ciclos costuma funcionar.

RESUMINDO

Parceiros especializados Outra possibilidade, é o de plugar no seu ecossistema, parceiros que te entreguem informações específicas já curadas, melhorando a profundidade das análises que o seu time consegue realizar. Aqui na Nova Vida, por exemplo, atuamos em diversos clientes como um parceiro de Smart Data. Ficou interessado? Vem falar com a gente, no mínimo vale uma visita para um café ;)

leia também

janeiro 15, 2021

Entenda o Custo de Aquisição de Clientes e saiba como melhorar essa métrica

  Entenda o Custo de Aquisição de Clientes e saiba como melhorar essa métrica   […]
janeiro 13, 2021

Por que definir um nicho de mercado para sua empresa

Por que definir um nicho de mercado para sua empresa   Quem quer começar um […]
janeiro 11, 2021

Somente 3% do mercado busca uma solução: entenda a Pirâmide de Chet Holmes

Somente 3% do mercado busca uma solução: entenda a Pirâmide de Chet Holmes   Conquistar […]
janeiro 8, 2021

KYP, KYC e KYE: conheça estes procedimentos de compliance

KYP, KYC e KYE: conheça estes procedimentos de compliance   Garantir a conformidade dos processos […]