Tudo o que você precisa saber sobre ERD

 

O trabalho com bases de dados conta com múltiplas opções de rotinas, procedimentos e análises para atender diferentes necessidades de um negócio ou projeto. Igualmente, sabendo da complexidade desta base de dados, é essencial contar com estruturas bem organizadas que facilitem a localização e visualização de informações.

ERD significa Entity Relationship Diagram (também referido como entity relationship model), que é traduzido frequentemente como Diagrama de Relacionamento de Entidade. Este é um modelo e método de representação visual de um banco de dados.

Neste artigo, preparamos uma breve descrição e apresentação dos ERDs, o detalhamento de como eles funcionam e mais algumas dicas para organizar sua gestão de dados. Acompanhe nos próximos tópicos!

Como funciona um ERD?

Bem, como mencionado na introdução, um ERD é um diagrama para visualizar e rapidamente entender processos e a estruturação de uma base de dados. Esse diagrama dispõe de forma mais compreensível dois elementos principais: as entidades e os relacionamentos.

  • Entidades

São objetos ou partes envolvidas no processo. Podem ser físicas, como produtos ou pessoas (clientes, funcionários) ou lógicas, como algum serviço, a venda, funções, modelo de produto, etc. As entidades podem ser relacionadas a propriedades ou atributos, que são suas características presentes na base de dados (nome, endereço, e-mail, data de registro, etc).

  • Relacionamentos

Já o relacionamento, como o nome indica, é a relação ou associação entre duas entidades diferentes, criando um conector entre ambas. Por exemplo, um aluno e um curso são entidades dentro da sua base, e se ele está matriculado existe aí um relacionamento.

Benefícios do ERD

Por ser um modelo de organização e visualização rápida de uma base de dados, os benefícios de montar e utilizar um ERD são relacionados com a saúde e validade da própria base. Por isso, um ERD é essencial para:

  • Planejar uma nova estrutura para a base de dados;
  • Depuração (debug) da base ou ferramenta;
  • Criação de novas bases de dados;
  • Suporte na estruturação de outras demandas no tratamento de dados.

Como montar este modelo

Idealmente, sua própria ferramenta (software) de banco de dados deve oferecer uma opção automatizada para montar um ERD ou outro tipo de visualização organizada. Até mesmo quando você utiliza mais de uma plataforma, é importante verificar se existe opção de importar sua estrutura de banco de dados.

Estes modelos de dados podem ser divididos entre três tipos, sendo ERD conceitual, ERD lógico e ERD físico. Eles têm objetivos diferentes e também são criados para atingir públicos específicos. Na ordem apresentada, o primeiro diagrama é mais simples (contém apenas entidades e relacionamentos) enquanto os seguintes ganham mais informações e classificações. Entenda mais detalhes neste artigo (em inglês).

Montar seu ERD vai depender muito de quais são os dados que você tem e assim deseja organizar. Para não estender este artigo, considere as seguintes dicas:

  • Entenda seu objetivo e o propósito do diagrama. Isso vai orientar o nível de detalhamento e complexidade do ERD.
  • Defina o modelo a ser utilizado e liste as entidades e relacionamentos que serão organizados.
  • Defina as propriedades/atributos de cada entidade adicionando colunas.
  • Revise o diagrama com olhar atento. Confira se a estrutura de entidades e colunas é suficiente para armazenar os dados do sistema. Se não, considere adicionar mais.
  • Considere os relacionamentos entre todas entidades e atribua a cardinalidade correta: 1..1 (um para um), 1..n (um para muitos) ou n..n (muitos para muitos).
  • Para finalizar e evitar redundância entre seus dados, utilize a técnica de normalização de dados.

Enfim, esperamos que este artigo tenha sido útil para conhecer e entender as principais utilidades de um ERD e qualquer outro diagrama para banco de dados. Aproveite e leia também sobre como garantir a segurança e a validade de dados.

RESUMINDO

leia também

maio 19, 2022
retenção de talentos

Aprenda como reter talentos dentro da sua empresa

Aprenda como reter talentos dentro da sua empresa   No ambiente empresarial, o sucesso de […]
maio 17, 2022
Data Driven

Data Driven: quais ferramentas utilizar?

Data Driven: quais ferramentas utilizar?   A tomada de decisão com base em dados consegue […]
maio 12, 2022
Cultura Data Driven

Cultura Data Driven: dicas de como implementar na sua empresa

Cultura Data Driven: dicas de como implementar na sua empresa   Se orientar com base […]
maio 10, 2022
comportamento do novo consumidor

A importância de conhecer o comportamento do novo consumidor para sua empresa

A importância de conhecer o comportamento do novo consumidor para sua empresa   Os tempos […]